Rossetto afirma que a primeira Caravana de Lula como candidato a presidente será no RS

 

O pré-candidato do PT ao governo do estado do Rio Grande do Sul, Miguel Rossetto, participou do lançamento do Comitê de Porto Alegre em Defesa da Democracia e pelo Direito de Lula ser Candidato à Presidência da República, no final da tarde da quarta-feira (17/1), na Rua Tuyuti, 113, entre as Ruas Avaí e André da Rocha, no centro da capital gaúcha. Rossetto afirmou que a primeira Caravana de Lula como candidato a presidente será no Rio Grande do Sul. Além do pré-candidato, do presidente do PT de Porto Alegre, Rodrigo Dilelio e do ex-prefeito da Capital, Raul Pont; a atividade contou  com a presença de dezenas de militantes do Partido dos Trabalhadores de demais organizações de esquerda.

 

O ex-prefeito de Porto Alegre, Raul Pont, lembrou que o Brasil vive um momento de exceção e ressaltou a importância do povo brasileiro ocupar as ruas e participar das atividades em Porto Alegre. “Nós sabemos que esta luta não termina no dia 24 e nós vamos resistir. Vamos lançar a candidatura de Lula e vamos continuar defendendo a democracia. Eu fui preso, após o golpe de 1964, sem que houvesse prova. E nós estamos revivendo o arbítrio em nosso país. Mas nós vamos lutar e resistir novamente, em defesa da democracia e pelos nossos direitos políticos”, disse Pont.

 

Rossetto ressaltou que a presença do povo nas ruas faz parte da disputa política no país e no estado. “Tenho andado pelo Rio Grande do Sul e tenho certeza que Porto Alegre receberá milhares de pessoas, assim como aconteceu por diversas vezes, quando do Fórum Social Mundial. Nós não sabemos qual será o resultado do julgamento do ex-presidente Lula, mas estaremos nas ruas”, assegurou. Para Rossetto, o Rio Grande do Sul não pode entrar na história por ter fechado exposições de arte e pela decisão do TRF4 de condenar o ex-presidente sem que haja sequer uma prova contra ele. “E se a decisão for desfavorável, nós seguiremos defendendo a sua inocência e já estamos organizando a primeira grande caravana com Lula no Rio Grande do Sul, a partir de fevereiro”, argumentou Rossetto.

 

O presidente do PT de Porto Alegre, Rodrigo Dilelio, informou que estão ocorrendo inúmeras iniciativas de adesão à campanha em defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato. “A nossa luta é muito justa e este comitê precisa ser a expressão de um conjunto de forças políticas que defende a democracia e o direito do ex-presidente Lula ser Candidato. A nossa caminhada e as nossas manifestações são alegres. Nós somos radicalmente contrários à violência”, afirmou Dilelio, criticando a mídia que tenta imputar ao PT possíveis ações de violência em função das manifestações em Porto Alegre.

rossetto_caravana.jpg