Rádio Democracia reunirá a maior rede de radiodifusão do Brasil para atuar na cobertura do julgamento ex-Presidente Lula

 

Um grupo de jornalistas e radialistas se reuniu na noite de quarta-feira (10/1), no bar Carmelita, em frente ao Largo Zumbi de Palmares, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre, com objetivo de  intensificar os trabalhos para colocar a Rádio Democracia no ar. O coordenador da iniciativa, Jerry de Oliveira, que está em São Paulo,  informou  que o site www.radiodemocracia.net.br entrará no ar a qualquer momento, falta apenas a finalização do registro do domínio para que a plataforma esteja disponível.

 

Em Porto Alegre, a articulação entre as rádios comunitárias e a radiodemocracia  está sendo feita pela ativista Graça Medeiros.  “A nossa expectativa é realizar uma cobertura horizontal do julgamento do caso do tríplex envolvendo o ex-presidente Lula e até o momento já estão confirmadas 205 emissoras do país, bem como de países como Moçambique, Portugal, França, Itália, Argentina, Bolívia e Equador”, afirmou Graça.

 

O perfil das integrantes da rede são rádios llivres, públicas, educativas e comunitárias. Jerry Oliveira destaca que neste número não estão incluídas as web-rádios, que ainda estarão sendo listadas. Uma vez no ar, a emissora abrirá canal de WhatsApp para envio de áudios por parte de qualquer pessoa. Antes de ir ao ar, os materiais serão submetidos à análise editorial, que não aceitará áudios com conteúdo fascista e odioso.

 

radio_democracia_reduzida.jpg