Ex-presidente dá início à agenda de viagens pelo Sul do país com uma visita a Unipampa

O ex-presidente Lula desembarca nessa segunda-feira (19) em Bagé (RS) onde cumpre a primeira agenda da caravana "Lula pelo Sul" visitando a Unipampa, criada por ele em 2008 e que completa dez anos esse ano. 

 

A Unipampa em Bagé foi criada através do programa de Expansão de Universidades Federais que, desde o início do governo Lula e durante o governo Dilma, criou 20 novos campi e 30 institutos federais só no Rio Grande do Sul.

 

Logo depois da visita à universidade, a caravana segue para Santana do Livramento, onde Lula vai se encontrar com o ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica para uma conversa pública. A conversa entre os dois será realizada na Praça Internacional, Na Fronteira da Paz, quando os ex-presidentes irão conversar sobre política, vida, e integração regional.

 

No segundo dia de caravana, Lula segue para Santa Maria onde vai se reunir com reitores e diretores de institutos federais. Na quarta-feira (21) para São Borja, onde ele visita o túmulo de Getúlio Vargas e o museu de João Goulart. Relembrando uma luta de mais de meio século na construção e defesa dos direitos dos trabalhadores e que agora estão sendo rasgados pelo governo golpista.

 

Governo Lula em números

Lula fica no Rio Grande do Sul até sexta-feira (24) quando segue para Santa Catarina. Na sexta a caravana cumpre passa por três cidades: Ronda Alta, Passo Fundo e São Leopoldo.

 

Em Ronda Alta ele visita moradores do Minha Casa, Minha Vida Rural, onde verá de perto a mudança que o programa promoveu na vida dos gaúchos. Só em Ronda Alta foram entregues 338 moradias com um total de investimentos de R$ 14,78 milhões. Em todo Rio Grande do Sul foram entregues 212 mil moradias pelo MCMV com um investimento de R$ 20 bilhões.

 

Em Passo Fundo ele visita a Universidade Federal da Fronteira do Sul, também criada no governo do PT onde poderá ver de perto as mudanças promovidas pelos governos do PT nos últimos 15 anos na educação do povo gaúcho. Só em Passo Fundo foram concedidas 11,5 mil bolsas do ProUni, 9 mil matrículas do Pronatec e assinados mais de 12 mil contratos do FIes.

 

Programas sociais

Os governos de Lula e Dilma mudaram a realidade do Rio Grande Sul, com destaque para as áreas da educação e dos programas sociais. Além da expansão das universidades e institutos federais, foram feitas 536 mil matrículas pelo Pronatec, concedidas 182 mil bolsas pelo ProUni e assinados 103 mil contratos pelo Fies.


Quanto aos programas sociais, 406 mil famílias passaram a contar com o Bolsa Família, alcançando um total de 1,6 milhão de pessoas em todo Rio Grande do Sul. O Luz Para Todos, programa que deu a milhares o acesso ao direto básico da energia elétrica, atendeu mais de 91 mil famílias gaúchas. 

 

Na saúde, passaram a atuar no estado 1295 mil médicos do programa Mais Médicos, atendendo 4,5 milhões de pessoas em 381 municípios.

 

Assessoria de imprensa