"A caravana serve para conversar com o povo e reconstruir a esperança", diz Lula

Ex-presidente ressaltou que viagem tem como objetivo combater o ódio e cultivar o diálogo

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou nesta quarta-feira (21) que a caravana Lula pelo Brasil tem como objetivo reforçar o diálogo com as mais diversas regiões do país e auxiliar na reconstrução de um projeto de otimismo e esperança para o Brasil. Em entrevista à Rádio Imembuí, de Santa Maria (RS), Lula ressaltou que é preciso combater o clima de ódio e recuperar a capacidade de se "discordar democraticamente". 

 

"Estou preocupado em conversar com as pessoas, em ouvir testemunhos e construir um discurso de esperança, de sonhos. Porque o ódio está disseminado nesse país, as pessoas não se toleram mais. Antigamente um gremista ia ver um jogo com um torcedor do Internacional e, não importa quem perdesse ou quem ganhava, um brincava com o outro e depois iam pro bar juntos. Nós temos que acabar com esse ódio e fazer as pessoas reaprenderem a ter contradições democraticamente. E é isso que estou fazendo aqui no Rio Grande do Sul", afirmou o ex-presidente. 

 

Lula resgatou a origem das caravanas e relembrou a importância destas viagens na construção de políticas públicas durante seu governo. "Depois de participar da campanha de 89, descobri que nenhum candidato à Presidência conhecia o país. O candidato vai na Capital, faz um discurso e volta pro aeroporto. Não tem contato com as pessoas. Foi quando decidi viajar o Brasil", recordou.  "Vim aqui pra ver de perto a realidade dessas pessoas".

 

O ex-presidente ressaltou que nenhum outro governo investiu tanto no estado do Rio Grande do Sul. E destacou a Unipampa, primeira universidade federal da região, inaugurada por ele em 2005.

 

Candidatura

Lula reiterou que segue pré-candidato à Presidência, apesar da perseguição jurídica a sua candidatura. "Me derrotem na urna, coloquem o candidato que quiserem e vamos disputar no voto. O PT vai me lançar e eu sendo candidato, vou ganhar as eleições. E vou voltar para melhorar de novo a vida do povo brasileiro", declarou. 

 

Lula pelo Sul

Nesta quarta-feira (21), Lula ainda visita o Museu de Jango e o Mausoléu de Getúlio Vargas, na cidade de São Borja. A caravana se encerra no dia 28, em Curitiba.